12 de novembro de 2008

Descaso: empresas não dão respostas de seleções; candidatos devem exigir!

Matéria publicada no site Info Money - http://www.infomoney.com.br/ - com base no artigo "Casos de Descaso" (leia o artigo em http://www.rogeriomartins.com.br/)

....................................................

Descaso: empresas não dão respostas de seleções; candidatos devem exigir!
Por Flávia Furlan Nunes - InfoMoney

SÃO PAULO - Quem nunca passou pela situação certamente conhece alguém que já passou: foi a uma entrevista de emprego, aguardou o resultado cheio de expectativas e...continuou aguardando, pois a resposta simplesmente nunca chegou.

Você dedica todo o seu tempo para entrevistas e dinâmicas, gasta energia, fica ansioso e, sem resposta, não sabe o que fazer. "Logo vem o seguinte dilema: se ligar posso parecer ansioso, desesperado, aflito e isso não é bom. Porém, se não ligar posso parecer desligado, desinteressado, arrogante, e isso também não é bom", afirmou o psicólogo e consultor organizacional Rogério Martins.

Na verdade, a princípio, o candidato não deve se preocupar pois o adequado é que a empresa tome uma atitude. O que se observa, porém, é um descaso em oferecer um retorno aos envolvidos no processo.

Motivos
De acordo com ele, existem diversas razões para a falta de retorno: tempo, esquecimento, desorganização, desinteresse, vergonha de dizer não, por cancelamento da vaga ou projeto, mas, independentemente do motivo, é preciso dar uma explicação.
"A solução é simples: respeito. Em minha história profissional na área de recursos humanos aprendi e pratiquei o retorno ao candidato, por mais simples que fosse a vaga na qual estava participando. Houve casos de cancelamento da vaga, atraso no processo, indecisão do gestor, etc. Mas as pessoas envolvidas eram monitoradas do andamento ou encerramento do processo. Seja por carta, e-mail ou o melhor: contato telefônico".
Martins lamentou que a falta de retorno se dê em um momento em que existem diversas tecnologias para ajudar os profissionais a darem uma resposta, como o e-mail.

Postura
De acordo com o consultor, os profissionais responsáveis pela contratação precisam mudar de postura: da mesma forma que o tempo é destinado a convocar, solicitar, organizar uma reunião ou entrevista, é preciso organizar tempo para o retorno.
Quanto ao candidato, ele indica que ligue, cobre uma posição. "Não se sinta incomodando, pois este é seu direito. O direito de fazer o que é correto. Para quem atua do outro lado: simplesmente faça. Lembre-se que no futuro você poderá estar na mesma situação. Por isso, faça pelos demais o que gostaria que fizessem por você".
Cadastre-se no Boletim