2 de março de 2009

Vamos conversar sobre Ética?

A ética tem sido uma palavra muito utilizada ultimamente. Veja bem, utilizada a palavra, mas nem sempre a ação.

O que você entende por ética? Onde está a ética? Quando agimos de forma ética ou anti-ética? O que são atitudes éticas no cotiano?

Vou começar com uma definição simples, mas útil sobre o que é ética. Ética refere-se ao conjunto de regras que regem as ações humanas de acordo com a concepção geral. Ética empresarial é o comportamento da empresa quando age em conformidade com este conjunto de regras aceitas pela coletividade.

Costumo dizer nos treinamentos e palestras sobre ética que um dos mais antigos códigos de ética são Os Dez Mandamentos. É um perfeito código de conduta e convivência. Na linha menos religiosa temos as leis de trânsito, as regras de convívio social (etiqueta), os códigos de conduta de empresas (valores corporativos), códigos de ética de classes profissionais (médicos, engenheiros, psicólogos etc), código de defesa do consumidor etc.

Mas por que se fala tanto em ética?

Segundo uma pesquisa realizada pelo Institute for Global Ethics – via Internet com mais de 10 mil internautas, revelou os cinco que as pessoas consideram mais importante na sociedade:

1. Honestidade - 13.79%
2. Responsabilidade - 11.23%
3. Respeito - 10.57%
4. Compaixão - 9.65%
5. Justiça - 7.79%

Pensando no dia-a-dia, quais as ações mais anti-éticas com as quais você se depara? Quais comportamentos, atitudes, ações anti-éticas você já presenciou ou foi alvo?

Veja abaixo alguns exemplos:

- Os furtos de matérias-primas, equipamentos e mercadorias por funcionários
- A sonegação fiscal
- O uso de informações privilegiadas
- Os danos ao meio ambiente (jogar papel, lixo, cigarro e outros objetos do carro, por exemplo)
- Os ataques de hackers
- As extorsões sofridas por empresas em troca das boas graças de autoridades
- A falsificação de medicamentos, de alimentos ou de roupas de grife (e outros)
- A exploração do trabalho infantil
- A falsificação de documentos
- As “gratificações” para juízes, fiscais e policiais
- A adulteração dos pesos e das medidas dos bens
- Ocupar assentos reservados para idosos e gestantes na presença deles (e fingir que está dormind0)
- Fazer fofoca de pessoas (fala pelas costas)

Agora complete a lista com seu comentário indicando outras ações anti-éticas que mais incomodam você.

Rogerio Martins é Psicólogo, Palestrante, Escritor e Professor Universitário. Siga @rogermar no Twitter e venha curtir a página do Facebook.


Quer receber as atualizações do site? Insira seu e-mail abaixo:




Cadastre-se no Boletim