14 de abril de 2008

Desenvolvendo líderes



Uma questão é recorrente no meio empresarial e acadêmico: a liderança é nata ou pode ser desenvolvida?

Como psicólogo e estudioso do comportamento humano, acredito que a liderança pode ser desenvolvida. Como trabalho com a idéia de que a liderança é um conjunto de competências, o presuposto básico é que podemos aprimorar através de estudo, auto-conhecimento e prática.

Todos nascemos com uma série de predisposições que se não forem devidamente trabalhadas ficam adormecidas. Mas é certo que todos temos as mais variadas competências, inclusive de liderança.

O fato é que algumas pessoas tem maior facilidade para usar as competências associadas a liderança do que outras. Por isso a crença que há líderes natos. Creio na existência de pessoas que possuem como característica importante a capacidade de influenciar outros. Carisma, como alguns chamam.

Carisma não se aprende, mas é possível desenvolver algumas atitudes que se aproximam desta competência. Para isso é preciso, como já mencionei, estudo, auto-conhecimento e prática.

É possível que algumas pessoas nunca cheguem a ser líderes marcantes, impactantes, inesquecíveis. Mas a história da humanidade atesta que muitos líderes importantes também não foram tudo isso. Muitos simplesmente fizeram o que tinha de fazer, com simplicidade.

Vale a reflexão. O que você acha a respeito? Há líderes natos ou não?

Rogerio Martins é Psicólogo, Professor, Palestrante e Escritor.  Siga @rogermar no Twitter e venha curtir a página do Facebook.


Quer receber as atualizações do site? Insira seu e-mail abaixo:




Cadastre-se no Boletim