21 de janeiro de 2009

Como lidar com pessoas difíceis no trabalho


Matéria publicada por Karin Sato para o site InfoMoney

"Pessoas consideradas difíceis estão por toda parte. Há as falantes demais, as inoportunas, fofoqueiras, intrometidas, egocêntricas, nervosas em excesso, explosivas, que nunca estão erradas. Lidar com elas, no dia-a-dia, é um grande exercício de tolerância e conhecimento dos próprios limites", afirma o psicólogo e consultor organizacional Rogerio Martins, da Persona Consultoria e Eventos.

COMO LIDAR COM PESSOAS DIFICEIS NO TRABALHO

Para conviver em harmonia com pessoas "difíceis", é necessário saber, primeiramente, quais são seus próprios limites. Até que ponto você é capaz de suportar certos comportamentos? Qual seu nível de tolerância para determinadas ações? Analise como você se comporta. Há pessoas que entram em colapso nervoso, quando o chefe ou os colegas de trabalho que não respeitam limites exercem intensa pressão.

Passo 2
O segundo passo é compreender o que motiva o comportamento alheio. Analise por que o outro age daquela determinada forma. Em alguns casos, segundo o psicólogo, trata-se de um sintoma de carência, de necessidade de chamar atenção.

Ele dá outro exemplo: "uma pessoa que fala o tempo todo e se comporta de maneira intrometida revela imaturidade. Ela tem atitudes de criança e é preciso colocar limites. Informe que ela está atrapalhando, mas de forma que ela compreenda e não se sinta ofendida. Aliás, colocar limites serve para a maioria dos comportamentos considerados difíceis. É preciso impor certos limites, agindo de modo assertivo, ou seja, apontando o que incomoda ou atrapalha nas atitudes do outro".

Mas lembre-se de fazer isso de modo que o outro possa refletir sobre a atitude, em um local e momento adequados. Preferencialmente, não na frente dos outros nem logo após uma atitude inoportuna.

Se o caso for mais grave...
Se o caso for mais grave e estiver prejudicando o andamento das atividades, de forma que ter uma conversa séria com o colega não bastou, o melhor é conversar também com a chefia imediata. Aponte, com exemplos de situações concretas, o quanto o comportamento da pessoa em questão está influenciando na produtividade.

O caso pode ser ainda pior quando a pessoa difícil é o próprio chefe. Muitas pessoas em cargo de liderança utilizam o poder do cargo para agir de forma desmedida e isso já rende inúmeros processos de assédio moral.

"Caso o problema esteja na chefia, também vale a pena conversar com a pessoa em questão. Uma relação profissional deve ser pautada pela maturidade para dar e receber feedback. Todavia, se perceber que não há espaço para apontar críticas ou elogios, é o momento de procurar outra oportunidade", recomenda Martins.

"Por mais difícil que seja a recolocação em determinados áreas, ninguém deve se sentir desrespeitado ou humilhado em função de outros. É preciso ter coragem para assumir riscos. Para isso, é preciso ter consciência do que se quer, buscar o entendimento, agir com assertividade e, em último caso, arriscar novas oportunidades", finaliza.


Rogerio Martins é Psicólogo, Palestrante, Escritor e Professor Universitário.
Cadastre-se para receber por e-mail as atualizações deste site, bem como informações sobre promoções exclusivas.

Quer receber as atualizações do site? Insira seu e-mail abaixo




24 comentários :

  1. correto,tudo isso é verdade,porém afirmo, a melhor respoeta é aquela que não se dar.

    ResponderExcluir
  2. Beto Newmann22 janeiro, 2009

    Rogerio, tem situações que realmente o melhor é sair de fininho. Tem pessoas que não valem a pena todo nosso esforço.

    ResponderExcluir
  3. Já passei por situações semelhantes ao que vc escreveu. Tive vontade de largar tudo, mas ai vem o medo de não conseguir outro emprego e acabei ficando. Foi muito ruim, mas depois meu chefe foi demitido e tudo melhorou.

    ResponderExcluir
  4. Prezados,

    Não há soluções mágicas para lidar com comportamentos "difíceis". Vale sempre o bom senso e principalmente observar quais são seus valores. Eles norteiam qualquer ação presente e futura.

    ResponderExcluir
  5. Os ambientes de trabalho requerem um comportamento semelhante ao que se tem em família... tem aqueles que falam em profissionalismo e tal, mas o fato é que muitos passam a maior parte do seu tempo diário com os colegas de trabalho! Uma das atitudes mais acertadas é não deixar esse ambiente se deteriorar. Não sinta vergonha de apontar o que está claramente errado... se o erro persistir, provavelmente aumentará. Eu pessoalmente não acho que possa haver alguém que não valha a pena, todos merecem ter a chance de ouvir, e a partir daí.... se a pessoa não ouve, é opção dela.

    ResponderExcluir
  6. Miguel,

    O ambiente profissional é onde passamos a maior parte de nosso tempo, quando adultos. Antes é no ambiente escolar. Sendo assim, um bom ambiente é fundamental.

    ResponderExcluir
  7. olha achei muito legal fala sobre convivencia no trabalho pq tem muitas pessoas que são muito nervosas é tb muitos faladeira mais com jeitinho vão controlar seu sentimentos elas só precisam de oportunidades........

    ResponderExcluir
  8. também já passei por problema semelhante. sou chefe de seccao e minha superiora imediata passou a ter comportamento q para mim é incompatível com um líder, conversando o tempo inteiro sobre assuntos fúteis e falando mal de mim, tudo q dava errado era culpa minha, ou seja, pondo em xeque a minha capacidade. deixei o tempo passar até q um menor colaborador me chamou a atencao perguntando até qdo eu iria deixar aquilo rolar. realmente chegou a um ponto q a situacao tornouse insuportável para mim e levei o caso ao chefe superior, tivemos uma grande discussao, lavamos a roupa, digamos assim, e no final eu quis largar o cargo e o superior nao aceitou, diante dessa situacao ela para finalizar a briga se levantou e me pediu um abraco, me pedindo perdao, achei palhacada, mas acabei deixando pra lá, vamos ver até quando ela vai se comportar como lider.

    ResponderExcluir
  9. achei bacana legal mesmo. mas e quando a pessoa dificil e sua propria esposa?

    ResponderExcluir
  10. Atualmente trabalho numa empresa na area de vendas e sou Auxiliar de Vendas e dou suporte minha a Assistente e insuportavel e e a maior puxa - saco da nossa Coordenadora que por fim encobre todos os erros dela por ser amiga pessoal dela e a Assistente e uma pessoa incompetente no que faz e ela ja percebeu que sou profissional no que faco. Por varias vezes pensei em deixar o trabalho por varias situacoes de trato autoritario mas fico com medo pois fiquei desempregada dois anos e nove meses e este emprego que estou com nove meses e tenho trinta e sete anos e arranjar emprego com esta idade esta dificil.
    Por isso estou pedindo uma orientacao pois nao sei o que fazer.

    ResponderExcluir
  11. Boas dicas, sempre bastante instrutivas!

    ResponderExcluir
  12. Nossa,muito útil e interessante isso!

    parabéns !

    ResponderExcluir
  13. É muito dificil. eu tenho um supervisor que é uma pessoa dificilima de se dar. Vive se achando, fala o que quer, e mostra visivelmente não saber de muitos assunto que ele deveria saber. Meus colegas até dão graças a Deus quando ele não vem ao trabalho...

    ResponderExcluir
  14. Lidar com pessoas difíceis é um dos maiores desafios dos profissionais modernos. A grande questão é que não somos preparados na faculdade ou em qualquer outro local para isso.

    ResponderExcluir
  15. Pessoas... dificil de lidar com elas! Textos assim sempre são bem vindos.

    www.helouizedolci.zip.net

    ResponderExcluir
  16. Muito interessante esse tema!
    Também sou psicóloga e atualmente faço pós em Recursos Humanos. Vi sobre esse tema na semana passada, nas aulas de Tendências e Relações no Trabalho. É muito importante que as pessoas se informem e saibam que é possível tentar outras medidas antes de tomar uma atitude mais extrema, como abandono de emprego, processos por assédio moral, etc.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Querido amigo avassalador...
    O livro que li na adolescencia com e fez muita diferença na minha vida pessoal e profissional foi "como fazer amigos e influenciar pessoas" Dale carnigie- Muito tempo depois fiquei sabendo que este genio era o mais famoso palestrante sobre relações humanas, marketing e vendas dos USA... O que aprendi ali, trago até hoje.

    ResponderExcluir
  18. Olá Rogério,
    estava procurando ajuda na net sobre motivação e liderança e encontrei seu blog...muito instrutivo.A maior parte de nós tem no seu local de trabalho um colega, ou uma chefe, com quem tem dificuldade em lidar,seja no Brasil ou em Portugal,pelo que estou a ver pelos comentários.Também não tenho a vida fácil aqui,no meu trabalho.Sou recepcionista num hotel e tento estar sempre bem disposta,pois os hospedes não teem a culpa se estou a ter um mau dia ou não,mas minha chefe chega sempre de mau humor e acaba "contagiando" todo o mundo.Depois fica nos culpando porque clientes reclamam disto ou daquilo.Este hotel já tem alguma idade e os clientes ainda voltam pela simpatia dos funcionários...felizmente.Queria lhe pergunar uma coisa,a ver se me pode ajudar.Como dizer a uma chefe que é ela que causa mal estar no ambiente de trabalho...como fazer ver que o exemplo deve vir de cima,e de preferencia bom exemplo...sem a fazer sentir insultada.Agradeço qualquer ajuda.Cumprimentos,

    ResponderExcluir
  19. tenho muita dor de cabeça por causa de uma colega que tem a mesma funçao que eu.como agir nessa ocasiao?bjos indira

    ResponderExcluir
  20. As vezes o silêncio vale mais que mil palavras.Acho que cabe a seguinte frase:

    -Você esta nervoso (a)depois conversamos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  21. muito bom... afinal, quem nunca viveu uma situação de trabalhar com pessoas difíceis...

    ResponderExcluir
  22. EU SOU NOVA NA EMPRESA E A PESSOA QUE ME TEM QUE ME TREINAR É UMA PESSOA MUITO DIFICIL , NA VERDADE SOU A AUX DELA , ELA NÃO FALA COMIGO NÃO ME ENSINA AS COISAS , E AINDA FICA EMBURRADA QUANDO EU DIGO SE ELA QUER MINHA AJUDA , ACREDITO QUE ELA TENHA MEDO DE PERDER O CARGO DELA PARA MIM , QUE EU FAÇO NESSE CASO , POR FAVOR MJE AJUDA !!

    ResponderExcluir
  23. Esse artigo é muito bom porém bem delicado é complicado quando se trata de pessoas ainda mais na área profissional onde temos limites e sabemos que não são pessoas que moram com a gente e nós iremos falar discutir e depois se entender, as vezes até a sua profissão sai em risco por determinadas conversas

    ResponderExcluir

PALESTRANTE ROGERIO MARTINS | IMPORTANTE | LEIA ABAIXO ANTES DE COMENTAR:
.: Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
.: Serão recusados comentários com conteúdo ofensivo ou discriminatório, fora do tema ou assunto da postagem, anônimos ou com simples divulgação e pedidos de parceria.

Cadastre-se no Boletim