9 de março de 2009

Resiliência é com o Ronaldo, um fenômeno

O assunto deste começo de semana é a nova volta por cima do fenômeno: Ronaldo. No último domingo o jogador, atualmente no Corinthians, entrou no segundo tempo de jogo, acertou um chute de fora da área que bateu na trave, deu alguns passes e alguns dribles, mas o mais fenomenal ainda estava por vir. Nos acrécimos do jogo ele fez o gol de empate.

O que isso tudo tem a ver com o mundo corporativo? Muito, pois estamos falando de resiliência. O termo resiliência é utilizado para caracterizar os materiais que possuem uma grande capacidade de recuperação. Ou seja, resiliente é aquele material que após sofrer uma forte pressão, consegue retornar ao seu estado original.

Algum tempo os consultores e profissionais de recursos humanos tem empregado este termo para designar pessoas que após sofrerem muita pressão conseguem manter seu equilíbrio físico e mental.

Ronaldo é um resiliente. Após passar por sua terceira cirurgia no joelho, voltou a campo, ainda fora de forma, mas comprovou a capacidade humanada de superar os desafios. Qual o diferencial? Não é mais o dinheiro ou a fama, pois os dois ele já tem.

Segundo o próprio jogador a vontade de mostrar que é capaz. De mostrar para si mesmo sua habilidade em driblar os obstáculos da vida.

E você? O que tem feito quando sofre alguma pressão? Quando está diante de alguma dificuldade? E quando passa por alguma derrota? O que faz? O que sente?

O fato é que o mundo moderno está cada vez mais tenso, repleto de pressões, obstáculos etc. Porém, aqueles que souberem lidar positivamente com tudo isso, de forma resiliente, serão os grandes vencedores. Que diga o Ronaldo.
Cadastre-se no Boletim