24 de julho de 2012

Por que os treinamentos tem pouca durabilidade?


Por que será que alguns treinamentos não duram mais do que uma semana ou um mês depois de aplicados na empresa?

Pois é, recebemos por e-mail a seguinte pergunta de nosso leitor Ricardo José: "Ola Rogério boa tarde, tenho ouvido o Papo de Consultor e gostei. Na empresa que trabalho temos treinamentos de liderança para área de produção, operação etc. Observei que os treinamentos são ótimos, mas de pouca durabilidade. Até comentei com o ultimo consultor sobre este assunto. Será que a deficiência está na gestão ou então mais acima... Diretoria e outros?"

Muito pertinente a dúvida apresentada e muito questionada em diversos ambientes. Quem nunca participou de um curso onde os resultados só foram aplicados até poucos dias após sua conclusão ou nem isso? Bem, para responder esta pergunta é necessária uma análise mais profunda da situação da empresa. É preciso entender a cultura organizacional que envolve tanto os funcionários do “chão de fábrica”, quanto a diretoria e administrativo, as políticas internas e as relações humanas.

Há vários fatores que podem influir na efetiva transformação de comportamentos, seja em cursos voltados a liderança ou outras áreas do comportamento humano. Entre eles podemos destacar o próprio treinamento. Como ele é conduzido, a metodologia utilizada, o propósito do curso, o quanto o conteúdo e as atividades estão ajustados para o público do treinamento e assim por diante. Neste caso o papel do consultor em sala de aula é fundamental, mas também o levantamento de expectativas e o compromisso com os resultados é que irá garantir melhores resultados.

Porém, é preciso entender que o comportamento humano é dinâmico e, portanto, uma ação específica não irá alcançar um resultado duradouro, mas efêmero. É preciso investir em ações de médio e longo prazo. Na Persona Consultoria estruturamos diversos treinamentos com foco em médio e longo prazos como Ciclo de Palestras, Programa Gestão de Liderança (com 5 módulos) e customizamos outros treinamentos com duração de doze meses ou mais, conforme a realidade e necessidade de cada organização.

Resumindo, para resultados duradouros e que realmente provoquem uma mudança significativa de comportamento é preciso programas bem estruturados, conduzidos por profissionais qualificados (experientes e com sólida formação), um bom levantamento de expectativas, criação de programas de médio a longo prazo aliados a acompanhamentos periódicos, além de efetiva análise dos resultados a cada etapa do desenvolvimento do projeto.

Caso tenha interesse em obter mais detalhes sobre nossos programas preencha o formulário em Contato ou envie um e-mail.

Rogerio Martins é Psicólogo, Professor, Palestrante e Escritor. Siga @rogermar no Twitter e venha curtir a página do Facebook.

Cadastre-se no Boletim